Pretendo com este blog escrever à minha mãe que tanto tem sofrido comigo. Escrever aquilo que tanto lhe quero dizer, mas falta-me o atrevimento.

.posts recentes

. Obrigada

. "Está bem"

. Para ti... sorrio

. Brevemente

. És o meu tesouro

. Ouve as minhas preces

. Ensinamentos da vida

. Mãe vem ouvir a minha cab...

. Revoltada contigo mãe!!!

. Lição de vida

. Não me controles

. Boa noite

. Quero voltar a ser crianç...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

.links

Domingo, 1 de Junho de 2008

Obrigada

Obrigada por me teres defendido. Foi tão difícil ouvir aquelas palavras do pai. Como é que ele tem coragem? Ainda bem que estás do meu lado e me compreendes. Sem o teu apoio não teria força para ultrapassar. O que era eu sem ti mãezinha?

Sei que o pai me adora e só quer o meu bem, mas ouvi-lo dizer aquilo deixa-me destroçada e mais insegura. Pena ele não saber demonstrar os seus sentimentos.

Ainda bem que compreendes que deitar-me a baixo só vai fazer com que me sinta mais oprimida, sendo mais difícil largar isto. Ainda bem que dás valor ao esforço que faço. 

 

Obrigada pela  tua compreensão e pelo esforço que fazes todos os dias. Obrigada por acreditares em mim e por me dares valor. Obrigada por me amares tanto e me dares todo o apoio que preciso.

 

Adoro-te do fundo do 

 

 

PS: desculpa não te ter pedido para ir ao Rock in Rio e ao pai ter perguntado. Isto é mais uma prova que tenho necessidade de mostrar ao pai que gosto dele e que tenho medo que ele não me aceite. Sempre vivi com este medo e necessidade de aprovação. Contigo não tenho este problema sempre demonstraste que me amas incondicionalmente. Sabes que o pai não é assim. Demonstra-o da maneira errada. Acho que é para que eu não me "encostar". Sinto muito que seja assim. Gostava de receber mais dele e sentir que me adora mais vezes. Desculpa sentires diferença mas quero que saibas que gosto dos dois por igual!


publicado por Aninhas às 12:35

link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 23 de Maio de 2008

"Está bem"

 Acabaste de vir ter comigo para me dizeres que se no Verão quero começar a usar vestidos e topes tenho de começar a "encorpar" (palavras tuas). É por isso que as roupas não me ficam bem e não me gosto de ver.

Apenas fui capaz de dizer “Está bem”.

 “Está bem”!!!?? Mãezinha querida do meu coração tu não compreendes que hoje não gostei de me ver com o vestido porque não gosto do meu corpo! Não o vejo da mesma forma que tu. Para mim não estou bem assim e vai ser muito difícil no Verão mostrá-lo.

Não posso dizer que estou gorda, porque tenho noção que não estou, mas também não me vejo magra como tu me vês. Ainda não consigo ver os espinhos (um dia conto a história dos espinhos).


publicado por Aninhas às 18:57

link do post | comentar | favorito
|

Para ti... sorrio

Continuo a ter de fingir. Enquanto sorrio vais-te esquecendo do que sou. Grito aquilo que só os meus ouvidos ouvem. Para ti sorrio. Um sorriso que apazigua a dor dos meus ouvidos. Mas como estou cansada de sorrir e os ouvidos de ouvir queria poder chorar, mas esqueci. Queria ao menos abraçar-te mas não te quero arrepiar. O sangue não corre para me aquecer.

Enquanto penso nisto vou caminhando e afastando-me do local do crime. E visto a roupa que tem o teu cheiro para encobrir as feridas que teimam em sarar.

 Quanto mais me afasto mais preciso de ti


publicado por Aninhas às 18:28

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008

Brevemente

Em breve voltará tudo a ser como era!  Não! Melhor ainda, porque aprendi muita coisa desde então. Cresci muito mãezinha. Agora vai ser tudo como tu sempre desejaste. Agora sim vão ter todas as razões para estarem a viver os melhores anos da vossa vida. Já só falta a estabilidade emocional que tanto ansiamos em nossa casa. Vai tudo mudar e ser ainda melhor. É só dar tempo ao tempo e eu sei que já não falta muito. Vais ter tudo a que tens direito. Vou poder dar-vos tudo o que merecem. Vou ser a filha que desejam.
Adoro-vos! E muito!
sinto-me: com vontade de mudar o mundo!

publicado por Aninhas às 22:23

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2008

És o meu tesouro

Estiveste a falar com uma Amiga minha. Sabes que ela sabe tudo sobre mim e que a nossa Amizade é especial. Ela disse-me que perguntaste se achava que me diverti quando saía à noite. Ela respondeu que sim, dependendo as vezes. E tu disseste "Eu também acho... por isso não percebo porque não sai mais vezes."

 

Oh mãe... custou-me tanto perceber o quanto te preocupas com a minha felicidade. Qual é a mãe que tem a preocupação de saber se a filha (com quase 20 anos) se diverte à noite com os Amigos?

 

Mãezinha, és o meu tesouro. Quero um dia conseguir dar-te tudo a que tens direito. Quero dedicar-me a ti e ao pai, aos meus Amigos, à minha carreira e satisfação pessoal. Anseio por esse dia! No dia que conseguir dizer "estou em paz comigo" vou sentir-me completa. E a partir daí vou conseguir dar-te tudo!

 

sinto-me: com vontade

publicado por Aninhas às 11:10

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2008

Ouve as minhas preces

Mãezinha querida por favor fica em casa! Por favor fica, não me abandones. Não deixes que isto se apodere de mim. Não deixes que seja mais forte que a minha vontade de vencer. Não quero, tu sabes que não quero. Mas se fechares a porta o meu cérebro entra em piloto automático e não há nada que me faça parar a não ser a tua presença por isso ficaaaaa.

 


publicado por Aninhas às 23:27

link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 19 de Janeiro de 2008

Ensinamentos da vida

 

 

Aquilo que me disseste tocou-me e foi muito importante para mim. Lembras-te quando cheguei ao pé de ti excitada porque a professora de F e o professor de A me fizeram um grande elogio. Um por causa da apresentação do trabalho que o professor adorou e outro porque fui a única aluna que conseguiu resolver um exercício. (Tu sabes como isso foi importante para mim.) Na altura não reagiste, depois chamaste-me e perguntaste: "E se o professor não tivesse gostado do trabalho? E se não conseguisses resolver o exercício? Como é que ficavas?" Eu fiquei sem respiração e deu-me uma enorme vontade de chorar, porque sei que ficava de rastos. Era como se o mundo desabasse. E o que mais me surpreende é que sabes porquê! Sabes que me entrego inteiramente a tudo o que faço e que avalio as minhas capacidades conforme o resultado e quiseste-me fazer ver que independentemente do resultado eu continuava a ter valor e tudo continuava na mesma. Chorei muito agarrada a ti porque me imaginei nessa situação e senti todos aqueles sentimentos de revolta e incapacidade. Mas também, porque senti como nunca o quanto estou errada. Também disseste “E os teus colegas como é que se sentiram porque não terem conseguido resolver o exercício?”. Nenhum deles passou mal por isso.

Tenho de aprender a ser humilde a aceitar derrotas (isso é saber viver!) e não achar que tenho de estar sempre no topo para que me dêem valor.

 

O mais importante, no fim daquele abraço fungado, foi saber que para ti não é importante que eu seja a melhor e continuas a dar o mesmo valor, quer eu tire um 10 ou 20. E, até me atrevo a dizer que era mais importante para ti que tivesse um 10! E isso dá-me uma grande, grande alegria! Quantas Mães querem que os filhos sejam os melhores e não lhes dão valor quando têm uma nota mais baixa e até se esforçaram?

 

Tenho tanta sorte em ter-te como Mãe! Posso dizer com todo o orgulho que tenho a melhor Mãe do Mundo!!


publicado por Aninhas às 12:12

link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007

Mãe vem ouvir a minha cabeça...

Mãe vem ouvir a minha cabeça a contar historias ricas, que ainda não viajei!! Traze tinta encarnada para escrever estas coisas! Tinta cor de sangue, sangue! Verdadeiro, encarnado!

Mãe ! passa a tua mão pela minha cabeça!
Eu ainda não fiz viagens e a minha cabeça não se lembra senão de viagens! Eu vou viajar, tenho sede! Eu prometo saber viajar...

Quando voltar é para subir os degraus da tua casa, um por um.
Eu vou aprender de cor os degraus da nossa casa.
Depois venho sentar-me a teu lado.
Tu a coseres e eu a contar-te as minhas viagens.

Aquelas que eu viajei, escritas ambas com as mesmas palavras.

Mãe! Ata as tuas mãos as minhas e dá um nó cego muito apertado!
Eu quero ser qualquer coisa da nossa casa.
como a mesa.
Eu também quero ter um feitio, um feitio que sirva exactamente para a nossa casa, como a mesa.

Mãe ! Passa a mão sobre a minha cabeça!
Quando passas a tua mão sobre a minha cabeça é tudo tão verdade.
                                                       Almada Negreiros
                                                        in Rosa do mundo

publicado por Aninhas às 21:47

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 16 de Setembro de 2007

Revoltada contigo mãe!!!

Ontem à noite estava ao computador preocupada porque eram já 20h, hora de jantar!  No momento em que decidia o que ia comer apareceste, irritada, para me mandares comer. Querias que fosse jantar naquele momento e não me largaste enquanto não fui. Estava a lutar contra a vontade de comer e tu só me mandavas comer e perguntavas o que queria fazer da minha vida. Eu respondo-te: não-queria-ir-jantar !! Mas tu não descansaste enquanto não me viste sair daqui.

Entrei na cozinha, contrariada, mas ciente do que podia acontecer. Não ia conseguir resistir àquele pãozinho fofinho e àquela deliciosa bica estaladiça (bolo de azeite) barrada com manteiga... porque TU me mandaste comer! E CLARO que me descontrolei! E CLARO que tinha de me livrar do que comi! E tu CLARO que tiveste de me controlar! Disse-te que ia tomar banho e foste atrás de mim me dizeres "Agora não vais deitar nada fora". Eu eu CLARO que fiquei furiosa contigo! Agora pedes-me para não ir deitar fora?? Perdeste esse direito a partir do momento que me obrigas a comer!!  Porque é que me mandaste comer??

Tu queres que eu enlouqueça ?? A seguir o pai chega a casa e só vem ajudar à festa....

A culpa é TUA!! Ia comer só um prato de sopa!! Estava-me a mentalizar... Ia conseguir resistir!! Mas não!!! Tu tinhas de me massacrar a cabeça!! Não descansaste enquanto não me viste comer, não foi?

 


 

Escrevi isto ainda a quente, a seguir àquela revolução. Mas não me envergonho de postar o que senti. Tinha vontade de bater-me, destruir tudo, arranhar-me, puxar os cabelos... Não comi demais porque quis! Foi contra a minha vontade... Ou pensas que não?? 

 

 

Digam-me se entendem o que sinto...!!!!!

 


 

sinto-me: revoltada e magoada

publicado por Aninhas às 11:25

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Terça-feira, 11 de Setembro de 2007

Lição de vida

Desde pequena que te ouço dizer "primeiro nós, nós, nós e depois os outros". Mas sempre achei esta ideia muito egoísta da tua parte, não gostava nada de ouvir isto de ti. Fazia-me pensar que a eras uma pessoa egoísta, que só querias viver em função de ti. Mas li um livro que dizia que o primeiro graveto necessário para atear a fogueira da felicidade é convence-te de que és o ser mais especial jamais criado. Nessa altura fiquei meio desconfiada e continuei com as minhas dúvidas. Este ano, tive um professor catedrático, que adorei, que deu aulas de psicologia e perguntou à turma "quem é para vocês a pessoas mais especial?" houve uma rapariga que respondeu "A minha mãe!". Todos nos rimos e ele respondeu "Não, és Tu" e ficou-me no ouvido. Mais tarde numa conversa privada, a primeira coisa que me diz foi "Lembra-te, a pessoa mais especial deste mundo és Tu!". Nunca mais me esqueço. Aquelas palavras tocaram-me e fizeram-me lembrar-me de ti! Afinal, estavas certa desde sempre e nunca te tinha dado ouvidos! Desculpa mãezinha... Desculpa não ter acreditado em ti, e fazer juízos de valor errado acerca de ti!

 

 

Segurança e amor!


publicado por Aninhas às 22:53

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Não me controles

A tua preocupação ontem, antes de te deitares, foi veres se havia alguma sujidade (vómito) na sanita...

Mas não havia!! Porque tiveste de puxar o autoclismo?! Fico irritadíssima que te preocupes com isso. Fico profundamente triste quando tens de ver aquela porcaria.

 

Se puxasse o autoclismo sempre que fosse deitar fora ficavas sempre a saber quando estava a vomitar. Tu e o pai estão sempre alertas quando vou à casa de banho, quando ouvem algum barulho fora do normal, quando ouvem o autoclismo... Achas que faço isto porque quero?? Achas que gosto de o fazer? Não me controlem!!!!


publicado por Aninhas às 12:15

link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2007

Boa noite

Ontem à noite tive um pesadelo. Tenho medo que se repita. Não tenho vontade de dormir. Não quero acordar novamente com aquela angústia, aquele aperto. Não deixes que voltem. Dá-me um abraço, aconchega-me o lençol, deseja-me sonhos cor-de-rosa, sorri, fecha a porta e podes dormir descansada porque eu também dormirei.

 

"Eu estou bem se tu estiveres bem" é o que tu respondes quando te peço para pensares mais em ti.

 

sinto-me: mais tranquila

publicado por Aninhas às 22:38

link do post | comentar | favorito
|

Quero voltar a ser criança

Pegas numa fotografia minha quando era pequena e dizes "Eu quero esta menina de volta! Quero esta menina que nunca me deu trabalho." Dói tanto ouvir isto de ti.  Também eu quero voltar a ser aquela menina, mais do que tu!

tags:

publicado por Aninhas às 17:35

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.tags

. todas as tags

.favorito

. Feliz

. Férias

. Para ti... sorrio

. Conclusão da consulta

. Sofrida

. É agora ou nunca

. O lobo

. Mudar de vida

. A vida que eu levo

. Pensamentos contraditório...

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds